Caixa eletrônico é alvo de tentativa de golpe

Na noite de sábado, a Polícia Militar e a perícia foram acionadas para comparecer a uma agência bancária, na Rua 13 de Maio, onde dois caixas eletrônicos estavam com uma película escura colada em suas telas, na intenção de forçar o cliente a utilizar a máquina central.

A Assessoria de Imprensa do banco confirmou a tentativa de golpe e disse que está colaborando com as investigações. “Após constatar a aplicação da película, foi verificado que, até aquele momento, nenhum dispositivo havia sido instalado no caixa central. Orientamos nossos funcionários a ficarem de olho no sistema de segurança e, caso o suspeito voltasse para instala-lo, que acionasse a polícia imediatamente. E foi o que aconteceu, porém, ele conseguiu fugir, antes da chegada da viatura”, informou o assessor.

A Polícia Militar permaneceu no local para acompanhar o trabalho da perícia e, em seguida, intensificou o patrulhamento preventivo pela área central.

Casos como este vêm sendo recorrentes nas agências bancárias. Para orientar a população, entramos em contato com a Febraban, que enviou algumas dicas de segurança.

Dicas de segurança em caixas eletrônicos

Os terminais de autoatendimento (ATMs) representam um importante canal de atendimento pela comodidade e elevado nível de segurança com que permitem ao cliente realizar transações bancárias. No caso de qualquer inconveniente, o cliente deve, primeiramente, acionar as áreas de suporte dos bancos, que pode ser localizada por meio do funcionário na agência bancária ou pelo telefone.

Se o cliente tiver qualquer problema com o caixa eletrônico durante o expediente bancário, o consumidor deve informar imediatamente um funcionário identificado do banco. Fora do expediente bancário, o usuário deve ligar para um dos números telefônicos oficiais da instituição financeira, apresentados no verso do cartão ou na tela do caixa eletrônico.

De acordo com a recente Pesquisa FEBRABAN de Tecnologias Bancária, os consumidores realizando 10 bilhões de transações via terminais de autoatendimento em 2016. Esse montante, representou 16% do total de 65 bilhões de transações bancárias feitas no Brasil naquele ano.

Os ATMs contribuem para facilitar e dar comodidade aos clientes que precisam fazer operações bancárias, o que tem sido possível também graças à evolução qualitativa que ocorreu com a chegada no mercado dos ‘ATMs full’, isto é, máquinas multifuncionais, que realizam todos os tipos de operações.

– Antes de iniciar sua operação bancária, verifique na tela do caixa eletrônico se o equipamento está ativo ou inoperante.

– Se o caixa eletrônico da agência bancária ou de outro estabelecimento estiver inoperante, não insira o seu cartão e NUNCA aceite ou solicite ajuda de estranhos. Procure sempre pedir ajuda a um funcionário do banco com uniforme e crachá de identificação.

– Ao digitar sua senha, mantenha o corpo próximo à máquina, para evitar que outros possam vê-la ou descobri-la pelo movimento dos dedos no teclado. As pessoas atrás de você devem respeitar as faixas de segurança;

– Prefira utilizar os caixas automáticos instalados em locais de grande movimento e, se possível, em locais como shoppings, lojas de conveniência, postos de gasolina, supermercados etc. Evite utilizar caixas eletrônicos em locais isolados e com pouca iluminação;

– Sempre que possível, faça seus saques no horário comercial, quando o movimento de pessoas é maior, evitando o período noturno. Evite efetuar saques de valores altos e seja discreto na hora de conferir o seu dinheiro.

– Esteja atento à presença de pessoas suspeitas ou curiosas no interior da cabine ou nas proximidades. Na dúvida, não faça a operação;

– Caso não consiga concluir uma operação ou seu cartão fique retido no caixa eletrônico, não digite sua senha e aperte as teclas “ANULA” ou “CANCELA”. Ligue imediatamente para o banco, nos telefones oficiais da instituição financeira, ou procure a ajuda de um funcionário que esteja identificado, se estiver usando o caixa eletrônico de uma agência bancária. Tente utilizar o telefone da cabine para comunicar o fato. Se ele não estiver funcionando, pode tratar-se de tentativa de golpe;

– NUNCA utilize telefones de terceiros desconhecidos, especialmente os celulares, para comunicar-se com o banco, pois os dados de sua conta e senha ficam registrados na memória do aparelho. Além disso, você poderá não estar falando com representante do banco;

– Não receba créditos de pessoas desconhecidas em sua conta. Propostas desse tipo são feitas por golpistas, nas proximidades de caixas eletrônicos e de agências;

– Desconfie de vantagens financeiras ou dramas familiares que lhe sejam apresentados por desconhecidos na fila do caixa automático, especialmente propostas de utilização de sua conta para transferência de valores.

Além disso, a FEBRABAN esclarece que o banco nunca solicita que a senha seja informada ao atendente. Caso isso ocorra, desconfie.

Compartilhar/Favoritos

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Você deve ser de logged em para postar um comentário.