Área avaliada em cerca de R$ 10 milhões deverá pertencer definitivamente ao município

Um impasse que durava cerca de 30 anos está prestes a terminar. O governador Geraldo Alckmin enviou à Assembleia Legislativa o Projeto de Lei que autoriza o Iamspe – Assistência Médica ao Servidor Público Estadual, a doar ao município de Socorro uma área de 229.000 m2, avaliada em cerca de R$ 10 milhões. O projeto nº599/2012, que garante a doação, foi publicado no Diário Oficial do Legislativo, no último dia 12.

Vale destacar que esse tipo de projeto só pode ser proposto pelo Executivo, não podendo ser de outra autoria. Mas, a viabilização da doação teve o total empenho do deputado estadual Barros Munhoz, que acompanhou de perto o processo, garantindo assim que toda a documentação necessária para a doação ficasse pronta, dando origem ao Projeto de Lei.

Munhoz atuou, atendendo solicitações da prefeita Marisa, bem como de toda a população de Socorro. Na área em questão está localizado o Centro de Exposições João Orlandi Pagliusi, no bairro Salto. No local estão instalados diversos equipamentos públicos construídos em convênio com o governo do Estado, tais como: o Centro de Atendimento ao Turista, um galpão de almoxarifado e de Agronegócios, rodoviária e galpão de eventos, entre outros.

Agora, o projeto de Lei segue para votação na Assembleia Legislativa. Segundo Munhoz, essa etapa também contará com seu incondicional apoio para que, o quanto antes, a matéria seja aprovada e torne-se Lei, o que garante a doação definitiva da área para Socorro. “Fico extremamente satisfeito em, mais uma vez, poder ajudar essa cidade que tanto estimo. Agradeço ao governador Geraldo Alckmin e sua equipe pela compreensão da importância desse pleito para Socorro”, disse o deputado.

Caso Feira de Malhas

Segundo a prefeita Marisa, que comemorou a publicação no Diário Oficial, após aprovação na Assembleia, poderá ser retomado o projeto de permuta da área da Feira Permanente de Malhas com a Prefeitura, para que os proprietários das lojas tenham, finalmente, as escrituras de seus imóveis.

Em 2010 houve a tentativa por parte do Executivo e Associação dos Proprietários da Feira Permanente de Malhas, para a regularização da área, porém, a negociação foi barrada, quando descobriu-se que o terreno onde hoje está todo o complexo do Centro de Exposições João Orlandi Plagliusi, não pertencia à Prefeitura.

Compartilhar/Favoritos

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Você deve ser de logged em para postar um comentário.