Clara Tafner lança o “Claramente Psicóloga”; perfil focado em conteúdos para saúde mental

Ela tem apenas 21 anos e uma paixão enorme pela Psicologia. Entrevistamos Clara Tafner, do @claramentepsicologa para saber mais sobre seu novo desafio e quais são suas perspectivas para o futuro de sua profissão. Ela aborda temas como a ansiedade, principalmente na “Era COVID-19”, fase em que muitas pessoas estão passando pelo processo de autoconhecimento. Acompanhe:

“Morei na China por seis meses e lá li vários livros de Psicologia no meu tempo livre, acabei me fascinando pela mente humana e pelo comportamento. Quando voltei pro Brasil, não pensei duas vezes em dar início ao curso”, conta Clara.

O Claramente Psicóloga foi criado no dia 28 de julho no Instagram. O projeto é focado em conteúdos sobre ansiedade, além de outros temas como autoestima, relacionamentos, produtividade, entre outros. O perfil conta também com dicas, frases, inspirações, a rotina de Clara e sua própria experiência com a ansiedade e como lidar com ela de uma forma cada dia mais leve. O perfil todo é gerenciado por Clara Tafner, desde a criação das artes a publicação dos conteúdos.

“Estou amando estar compartilhando tudo e estudo muito para ajudar o número maior de pessoas que eu puder. Minha intenção é essa: trazer qualidade de vida para as pessoas que de um jeito ou de outro sofrem com a falta de saúde mental, ainda mais nesse contexto de pandemia”, afirma a estudante.

Clara Tafner revela que quando se formar pretende se especializar na abordagem terapia cognitivo-comportamental, área que possui maior número de evidências científicas no tratamento dos transtornos mentais e que, segundo ela, tem mais chances de ajudar quem sofre.

Ansiedade X isolamento social

Clara Tafner aborda pontos importantes sobre a ansiedade no contexto atual, pois várias perguntas surgem por causa do medo em relação ao futuro. São elas: Mas quando isso vai acabar? Será que vai ter uma vacina? E se continuar assim para sempre? E o meu emprego? E se eu perder? E se meus avós ficarem doentes? Abaixo, algumas sugestões da estudante:

1- Filtre informações – separe um único período do dia para ver notícias. Nada de ficar com a TV e com o rádio ligados o dia todo. Você só precisa saber do essencial.

2- Crie uma rotina – tenha horário para acordar, trabalhar, dormir, comer. A rotina organiza sua mente e traz uma sensação de segurança e controle.

3- Faça exercícios de respiração – a respiração é muito poderosa, pois pode diminuir nosso nível de ansiedade.

A melhor técnica para respiração é a diafragmática, na qual você inspira o ar pelo nariz e enche a barriga como se fosse um balão por 4 segundos, segura o ar por 2 segundos, e solta pela boca, murchando somente a barriga por 6 segundos. Faça por 5 minutos todos os dias. (Post com dicas no @claramentepsicologa).

“Outro aspecto muito importante que o isolamento nos fez refletir foi sobre os valores, que mudaram muito. A casa que antes era só dormitório passou a ser lar. Membros da família que antes só se viam algumas vezes por dia ou por semana foram obrigados a conviver juntos o dia todo, por semanas, meses. A distância ficou mais curta. É só pegar o celular e fazer uma chamada de vídeo. Amigos que antes não se viam há anos, só na pandemia fizeram uma chamada de vídeo. Essa interação remota cresceu muito e ampliou possibilidades. Claro que trouxe muita coisa ruim. Mas devemos focar nas mudanças boas, né?”, comenta Clara.

O Instagram @claramentepsicologa possui mais de mil e quinhentos seguidores que acompanham a cada semana um assunto diferente relacionado à Psicologia, além de contar com vários modelos de ‘planners’ gratuitos para organizar sua rotina e dicas para aumentar a produtividade. No Facebook, acesse Claramente Psicóloga.

Clara Tafner é graduanda do quinto semestre do curso de Psicologia pela USF – Universidade São Francisco.

Compartilhar/Favoritos

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Você deve ser de logged em para postar um comentário.