Com criações em retalho, Vânia Cardoso mostra a vida simples na roça

Dona de rara sensibilidade, Vânia Cardoso é uma artista socorrense que usa os retalhos como principal matéria-prima para suas criações que retratam a vida simples na roça. Suas obras, lúdicas e ingênuas, poderão ser apreciadas na exposição “O Mundo

dos retalhos – A arte de Vânia Cardoso”, que será aberta nesta sexta-feira (15) no Museu Municipal de Socorro.

Nascida na capital, Vânia foi adotada, assim como seus dois irmãos, pelo casal Lazinha Maria do Carmo e Hermínio Bueno Cardoso. A família veio para Socorro quando a artista ainda era criança. Seu pai, recém aposentado na época, escolheu a cidade por conta das fontes de água mineral, do ar puro e da qualidade de vida.

Se instalaram no centro da cidade, onde viveram por muitos anos. Ela conta que ali, da janela da casa de sua infância, começou a observar e se apaixonar pelas tradições de Socorro: “Eu via a Congada, a banda na praça, a festa de agosto, as procissões e estas tradições hoje moram no meu coração! ” –  diz a artista.

Aos 19 anos se casou e foi morar em um sítio no bairro Barão de Ibitinga, onde trabalhou com o marido na lavoura de café. Ali criou os dois filhos: Mariana e Marco Antônio, e se adaptou à vida no campo.

Ela conta que seu interesse pelos retalhos começou com sua mãe, Lazinha. “Ela costurava, pegava os retalhos, emendava e fazia tapetes, colchas. Eu ficava olhando aquilo, com vontade de aprender. De depois de prontas, as peças eram doadas. Quando perdi minha mãe, decidi continuar o que ela fazia”, conta a artista.

Assim como sua mãe, Vânia ganhava os retalhos para realizar seus trabalhos. Ela lembra que quando começou a se dedicar ao novo ofício, intimamente questionava a razão de tantos retalhos de tecidos chegarem às suas mãos: “Eu sempre ali costurando, fazendo uma coisa ou outra, tentando fazer uma flor ou uma boneca, porque ainda não tinha prática. E perguntava a Deus e a mim mesma o porquê de tudo isso? Com passar dos anos, creio que Deus me deu a resposta: era pra eu contar a minha vida com os retalhos, passar para os quadros o dia a dia simples das pessoas roça” conta.

No seu trabalho, além de utilizar os retalhos de tecido, a artista também se vale de materiais naturais que encontra pelo sítio, como galhos e folhas secas; tem um olhar muito atento à natureza e lhe traz uma grande satisfação a possibilidade de reciclar materiais para suas composições: “O que eu vejo jogado lixo eu sempre olho, e aí me vem uma ideia na cabeça para eu fazer algo com aquilo. E me dá uma grande alegria preservar o que estraga da natureza”, diz Vânia.

“Vejo tudo aqui do sítio para eu passar para os meus quadros: as coisas que estão lá fora, as montanhas, as aves, os caminhos, o capinar, catar lenha; e o que é de dentro de casa: fogão a lenha, bule de café, pilão, oratório”. São esses elementos que impulsionam Vânia a criar uma estética completamente pura e original.

 

 

Artistas plásticos são seus grandes incentivadores

Incentivada por artistas socorrenses – como Luka Brasil, Rosângela Politano, Marinilda Boulay e Rosa Pereira, às quais faz questão expressar muita gratidão, Vânia passou a enxergar o potencial artístico do seu trabalho, Se envolveu em vários projetos e no ano passado foi convidada a participar da IV Mostra de Artes Plásticas de Socorro onde apresentou as obras em tecido “A mulher à procura de alimento” e “O lenhador”, este último classificado em 3º lugar no Prêmio Edmur Godoy, na categoria Pintura Contemporânea.

Vânia agora parte para uma exposição exclusivamente sua. Denominada “O Mundo dos retalhos – A arte de Vânia Cardoso”, a mostra será aberta nesta sexta-feira (15) NO Museu Municipal e permanecerá aberta para visitação até o dia 9 de março. A abertura da exposição, prevista para 19h30, terá coquetel com comidas típicas da roça e moda de viola com Ângelo Adriano e Júnior,

Vânia faz questão de destacar que um de seus grandes incentivadores é o também artista plástico e advogado socorrense José Benedito, que a conhecendo e gostando de seu trabalho, um dia lhe perguntou se gostaria de fazer uma exposição. Diante da resposta afirmativa, o amigo começou a correr atrás das providências para concretizar a mostra. “Tem pessoas que Deus põe na vida da gente”, diz a artista, emocionada. Para a concepção e montagem da exposição, Vânia contou também com o apoio das experientes artistas Luka e Rosa.

Serviço:

Exposição “O Mundo dos retalhos – A arte de Vânia Cardoso”,

Local: Museu Municipal de Socorro

Quando: de 15 de fevereiro a 9 de março. De terça à sábado, das

9h às 17h. Entrada gratuita.

Compartilhar/Favoritos

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Você deve ser de logged em para postar um comentário.