Doenças que mais atingem os homens são lembradas no Novembro Azul    

Você sabia que existe autoexame masculino? Pouco ainda se ouve falar sobre as formas de prevenção e tratamento de tipos de câncer essencialmente masculinos, como o câncer de próstata, de pênis e de testículo.

Além dos cânceres, problemas cardiovasculares e urológicos estão entre as doenças que mais atingem o sexo masculino e, na maioria dos casos, são subestimadas pelos homens. 70% dos homens que procuram um médico são influenciados por familiares e mais da metade deles já têm doenças em estágio avançado, segundo estudo do Centro de Referência em Saúde do Homem de São Paulo (CRSH), unidade da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo. De acordo com o último estudo realizado pelo IBGE, a expectativa de vida do homem é menor em 7 anos, em comparação à expectativa de vida da mulher.

Dados do INCA mostram que o câncer de próstata é o 4º câncer de maior incidência mundial, atingindo 1,1 milhão de homens, e o segundo tipo de câncer que mais atinge o sexo masculino no mundo, ficando atrás somente do câncer de pulmão (16,7% dos casos contra 15%). Além dessas manifestações de câncer, são mais comuns em homens câncer de intestino (10%), estômago (8,5%) e fígado (7,5%). Durante o ano de 2016, estima-se que ocorram, no total, 61.200 novos casos de câncer de próstata, somente no Brasil, que é o tipo de câncer de maior incidência em todas as regiões do país.

A idade, o histórico familiar e a cor da pele estão associados como os principais fatores de risco relacionados ao câncer de próstata. A ocorrência desse tipo de câncer é 1,6 vezes mais comum em homens negros e pode estar associada ao estilo de vida ou período relativo à descoberta da doença. Aproximadamente 25% dos casos diagnosticados possui incidência familiar e menos de 1% ocorre em homens com menos de 50 anos de idade.

O dr. Paulo Brochini fala sobre as doenças mais comuns para o homem, suas formas de tratamento e também sobre o câncer de próstata.

Quais são as doenças mais comuns nos homens?
As doenças mais comuns em homens, relacionadas á urologia são: Uretrites, DST’s (doenças sexualmente transmissíveis), infecções urinárias, litíase (pedra nos rins), HBP (hipertrofia prostática – benigna – ocorre em homens idosos) e o câncer na próstata.

Quais os sintomas e tratamentos?
Nas infecções urinárias, o paciente urina várias vezes e sente ardor à micção; nas DST’s, pode aparecer desde uma simples verruga, saída de pus pela uretra, entre outros sintomas; as cólicas renais caracterizam-se com uma dor lombar de forte intensidade e até sangramento, na urina. O tratamento é especifico e vai depender de cada patologia .

Como podemos evitar essas doenças?
Na DST o melhor é a prevenção (preservativos), tomando os necessários cuidados e realizar exames periódicos.

Como identificar o câncer de próstata? O exame de toque é a única forma de identificar o câncer de próstata? Ele pode identificar outras doenças além do câncer?
O câncer de próstata é uma doença “silenciosa”, ou seja, no início só é percebida e diagnosticada por meio de exames. O paciente só vai sentir algo quando o tumor já estiver disseminado (já foi para outros locais do organismo).
Na HBP (hipertrofia benigna da próstata), o paciente apresenta dificuldade para urinar, o jato da urina é fraco, e urina várias vezes ao dia, acordando atém mesmo à noite, para urinar, além de apresentar a sensação de a bexiga estar sempre cheia, podendo chegar à retenção urinária (não consegue mais eliminar a urina).
O diagnostico de câncer de próstata consiste em história familiar, exames laboratoriais, toque retal, com o qual também podemos observar a presença de outras lesões. Vale ressaltar que este exame é indolor, gerando apenas certo desconforto.

Se eu estiver com câncer, poderei ter filhos?
O câncer de próstata não interfere na fertilidade, o que interfere são as consequências do tratamento, já que a glândula prostática é retirada

Quais os riscos do pós-operatório?
Os riscos são iguais a qualquer cirurgia, mas o que pode acontecer, em alguns casos, é a impotência e a incontinência urinária.

A partir de quantos anos é preciso fazer o exame? De quanto em quanto tempo?
Atualmente, o exame é indicado para homens com idades a partir dos 50 anos, para a população em geral, e a partir dos 45 anos, para quem tem pai ou irmãos com câncer de próstata e da raça negra (que tem maior predisposição genética). O exame deve ser realizado anualmente .

paulo-brochiniAinda há muita falta de informação sobre esse tema?
Hoje em dia é um assunto amplamente divulgado, portanto, não há como alegar ignorância sobre o tema. Portanto, homens, deixem a vergonha de lado e procurem auxílio médico.

Serviço
O dr. Paulo Brochini atende à Rua Campos Salles, 505. O telefone para contato é 3895-5872.

 

 

Compartilhar/Favoritos

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Você deve ser de logged em para postar um comentário.