Guarda Civil Municipal promove Campanha Educativa de Trânsito  

A Guarda Civil Municipal de Socorro vem desenvolvendo, há algum tempo, um importante trabalho de segurança e educação para o trânsito, iniciado na EE José Franco Craveiro e que se estendeu para as demais escolas estaduais, municipais e particulares.

A ideia da parceria surgiu de um trabalho apresentado pelos alunos do Ensino Médio da EE José Franco Craveiro, no final de 2015, para a Feira Científico Cultural da escola. O projeto consistia na construção de um bicicletário, nas dependências da escola. Na ocasião, os Guardas Civis Municipais, Edeli e Do Couto, ao visitarem a Feira, sugeriram que o projeto do bicicletário fosse apresentado na Prefeitura, para que fosse feita uma parceria entre a Escola e Guarda Civil Municipal, por meio da qual o município construiria o bicicletário e a Guarda, em conjunto com os alunos do projeto, fariam uma campanha de educação no trânsito, para orientar a condução do veículo em via pública, com enfoque na segurança do ciclista e do pedestre, iniciando, assim, um trabalho que foi levado para todas as escolas do município.

Este trabalho foi intensificado durante o mês de maio, integrando o Movimento Maio Amarelo de conscientização no trânsito, que contou com reuniões com os pais, realizadas nas escolas Craveiro, Narciso Pieroni e Maria Odette Fratini, orientando e solicitando o envolvimento das famílias na educação no trânsito. Também foram realizadas reuniões com os condutores de veículos escolares que atendem à rede pública, sobre a importância da documentação legal e a atenção necessária para conduzir crianças e adolescentes. Nas escolas, a Guarda Municipal ministrou palestras para os alunos, com testemunhos de vítimas reais de trânsito. Os guardas envolvidos no projeto ainda acompanharam os alunos dentro dos ônibus escolares, usando um megafone cedido pela Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, numa animada dinâmica de conscientização descontraída.

Foram feitas gincanas nas escolas, com o objetivo de abordar o tema, de forma lúdica. Houve teatro de fantoches para as crianças da Educação Infantil, na rede municipal.

A campanha foi realizada, também, nas entradas e saídas dos alunos das escolas públicas e particulares, durante as quais houve a conscientização de pais e alunos sobre a travessia na faixa de pedestre, respeito à sinalização e redução da velocidade em área escolar.

Uma campanha no facebook #eusou+1 por um trânsito mais humano foi divulgada em todas as escolas da cidade, no comércio e nas repartições públicas.

Para encerrar a campanha, foi realizada uma simulação de acidente de trânsito com vítima, na frente da Escola Craveiro, no dia 30, e na Escola Narciso Pieroni, no dia 31 de maio. A ação mobilizou o Samu, representado por Sheila, Ronaldo, Juliana e Santana; o Roberto, do Departamento Municipal de Trânsito; os guardas municipais Adriana, Torricelli, Moraes, Marcília, Panegassi e Edeli; e os alunos das duas escolas.

Na ocasião, alguns pedestres e motoristas ficaram assustados com a simulação protagonizada pelos alunos, que estavam maquiados como se realmente estivessem muito feridos.

Ainda no dia 31, os alunos do Craveiro saíram às ruas centrais para visitar alguns comércios, distribuindo panfletos e os botons da campanha. Na Escola Narciso, os alunos saíram acompanhados de professores, com bexigas amarelas e fitas alusivas ao Maio Amarelo, distribuindo folhetos para os motoristas que passavam pelas ruas Treze de Maio e Coronel Germano.

Mesmo após o fim do Maio Amarelo, a campanha continuará nas escolas José Dini, Helena Bonfá e Josephina Andreucci.

A Guarda Civil Municipal agradece a todos que contribuíram para o sucesso da campanha, que foi realizada pela primeira vez, na cidade; de modo especial à delegada de Polícia, drª Leise Silva Neves, ao Samu, à Auto Estância Guincho, ao padre Vicente e ministro Ademir, pessoas que prestaram testemunhos nas Palestras Eliane Moraes, Marcelo Moraes e Rogério e às equipes das escolas que aderiram a este importante movimento pela vida.

logo-maio-amarelo XXO Movimento Maio Amarelo

O Movimento Maio Amarelo nasce com uma só proposta: chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo.

O objetivo do movimento é uma ação coordenada entre o Poder Público e a sociedade civil. A intenção é colocar em pauta o tema segurança viária e mobilizar toda a sociedade, envolvendo os mais diversos segmentos: órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações e sociedade civil organizada para, fugindo das falácias cotidianas e costumeiras, efetivamente discutir o tema, engajar-se em ações e propagar o conhecimento, abordando toda a amplitude que a questão do trânsito exige, nas mais diferentes esferas.

Acompanhando o sucesso de outros movimentos, como o “Outubro Rosa” e o “Novembro Azul”, os quais, respectivamente, tratam dos temas câncer de mama e próstata, o “MAIO AMARELO” estimula você a promover atividades voltadas à conscientização, ao amplo debate das responsabilidades e à avaliação de riscos sobre o comportamento de cada cidadão, dentro de seus deslocamentos diários no trânsito.

A marca que simboliza o movimento, o laço na cor amarela, segue a mesma proposta de conscientização já idealizada e bem-sucedida, adotada pelos movimentos de conscientização no combate ao câncer de mama, ao de próstata e, até mesmo, às campanhas de conscientização contra o vírus HIV – a mais consolidada nacional e internacionalmente.

Portanto, a escolha proposital do laço amarelo tem como intenção primeira colocar a necessidade da sociedade tratar os acidentes de trânsito como uma verdadeira epidemia e, consequentemente, acionar cada cidadão a adotar comportamento mais seguro e responsável, tendo como premissa a preservação da sua própria vida e a dos demais cidadãos.

Vale ressaltar que o MAIO AMARELO, como o próprio nome traduz, é um movimento, uma ação, não uma campanha; ou seja, cada cidadão, entidade ou empresa pode utilizar o laço do “MAIO AMARELO” em suas ações de conscientização tanto no mês de maio, quanto, na medida do possível, durante o ano inteiro.

A motivação para o Movimento MAIO AMARELO não é novidade para a sociedade. Muito pelo contrário, é respaldada em argumentos de conhecimento público e notório, mas comumente desprezados, sem a devida reflexão sobre o impacto na vida de cada cidadão.

Em conclusão, o MAIO AMARELO quer e espera a participação e envolvimento de todos comprometidos com o bem-estar social, educação e segurança em decorrência de cultura própria e regras de governança corporativa e função social; razão pela qual, convidamos você, sua entidade ou sua empresa a levantar essa bandeira e fazer do mês de maio o início da mudança e fazer do AMARELO, a cor da “atenção pela vida”.

Compartilhar/Favoritos

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Você deve ser de logged em para postar um comentário.