Homenagem ao bornal

“Quem de minha geração não teve um dia o bornal, hoje, substituído pela mochila? Era feito de retalhos, ou de saco de farinha de trigo, que também era usado para fazer camisas, calções, cuecas, coador de café, lençóis e peças a fim. O bornal tinha mil utilidades, assim como: mochila escolar, transportar compras das “vendas”, marmitas dos trabalhadores, estilingue e pelotas de barro seco, caças abatidas, peixes pescados, aviamentos diversos, frutas roubadas, dinheiro, até mesmo sapatos da zona rural até as entradas da cidade, onde eram calçados. No país em que a mandioca foi homenageada, por que não o bornal?”

Luis Carlos de Azevedo

Nota – A redação não conseguiu identificar os nomes dos meninos da imagem ao lado.

Compartilhar/Favoritos

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Você deve ser de logged em para postar um comentário.