ITC: dez anos dedicados ao fomento da nossa arte e seu intercâmbio com outras culturas

Desde que o ITC – Instituto Totem Cultural foi criado em nossa cidade, no ano de 2008, ele vem identificando e promovendo a nossa produção cultural e artística e seu intercâmbio com outras culturas, por meio de publicações bilingues, como a coleção de teatro “Palco surScène”, o livro de arte “Viva o Brasil” do fotógrafo francês Xavier Roy, e o “Poussin” sobre a restauração da pintura desse grande mestre do classicismo do século XVII, o qual pertence ao acervo do MASP, entre outros.

O ITC vem realizando projetos em várias linguagens como na música, arquitetura, teatro, artes visuais e, sobretudo, na cultura tradicional e popular, envolvendo oficinas, contações de história, residências de artistas, turnês e exposições.

Atualmente, o ITC está desenvolvendo um projeto muito especial o projeto “Congadas: cortejo de cores e devoção”, que marca seu aniversário de 10 anos. Sua presidente, Marinilda B. Boulay, fala um pouco sobre esse primeiro decênio de atividade: “Entre todas as ações que temos desenvolvido ao longo desses anos, sempre tivemos um olhar especial para tudo o que se refere à nossa cultura popular, e isso mesmo antes da nossa criação formal, pois minha mãe, mestra dona Leonor A. Bertolete (in memoriam), nossa primeira presidente, vinha desenvolvendo ações em torno das nossas congadas desde o final dos anos 1970. Esse seu percurso foi, inclusive, reconhecido pelo Ministério da Cultura, do qual ela recebeu uma condecoração, em 2012”.

Enquanto instituição esse é o quarto projeto de fomento às congadas que o ITC realiza na cidade. Uma história muito bonita, que vale ser lembrada, é a que aconteceu durante a realização do primeiro projeto, que foi o “Congada nas Escolas”, entre 2011 e 2012.

Graças a ele foram mapeados os mestres e as congadas nos nossos diferentes bairros, e criadas três novas congadas infantis, nos bairros Rubins, Oratório e Moraes. No comovente encerramento do projeto, no dia 29 de junho de 2012, a congada infantil do Bairro Rubins foi animada por instrumentos musicais da antiga congada do Mestre Antonio Maciano, que comandava uma congada no bairro Agudos, nos anos de 1940. Ele, que tinha recebido esses instrumentos do seu pai, deixou-os em herança ao seu filho José Maciano, que se tornava então, naquele momento, o “Mestre Maciano” da congada que estava sendo ali criada.

Entre lágrimas que emocionaram todos os presentes, este último dizia estar vivendo um sonho, pois esses instrumentos estavam guardados há praticamente 70 anos, esperando aquele momento para serem tocados e reviverem numa congada. Constatamos, por meio do projeto, que o mestre Maciano pertence a uma linhagem de quatro gerações de mestres. Ele continua até hoje, com essa congada no Bairro Rubins, tendo conseguido agregar a ela novos membros, inclusive adultos. Outra congada que continua ativa até hoje é a do Bairro Moraes, graças à colaboração das famílias locais e da diretora da Escola José Dini, Joelma Vaz de Lima e sua coordenadora Selma.

O ITC realizou, após esse primeiro projeto, o “Fitas e flores”- entre 2013 e 2014 -,  com a publicação de um livro, no qual temos um CD e um DVD encartados, que registram a história dos nossos mestres, rainhas, reis e congos, contendo seus testemunhos e suas músicas, criadas pelo gênio desses poetas populares. Entre 2015 e 2016, o ITC dedicou-se à realização do projeto  “Congada, congadinha”, que nos deixou um excelente registro digital desse nosso patrimônio imaterial, por meio do site congadacongadinha.com.br.

Pela trajetória do ITC e qualidade de suas propostas, a instituição desenvolveu importantes parcerias, como a da Imprensa Oficial, Aliança Francesa, Embaixada da França, entre outras, e foi contemplada com diversos prêmios, inclusive o do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria da Cultura e de seu ProAC – Programa de Ação Cultural, para a realização de diferentes projetos em torno da cultura tradicional.

Dentro da programação dos seus 10 anos está previsto um encontro das nossas congadas no Museu Municipal, no dia 19 de abril, às 19h30, quando será aberta a exposição “Congadas: cortejo de cores e devoção”, composta por obras de artistas nacionais e internacionais de diferentes estéticas, em homenagem às nossas congadas, para a qual todos estão convidados.

Visite os sites: www.congada.art.br, www.totemcultural.org.br e congadacongadinha.com.br.

 

Compartilhar/Favoritos

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Você deve ser de logged em para postar um comentário.