Justificativa de voto era feita no Correio, em 1998

A edição nº 4.033, de 23 de outubro de 1998, noticia o 2º turno das eleições para governador do estado de São Paulo, sendo os candidatos Mário Covas e Paulo Maluf que, naquele ano, disputaram os votos de 20.421 eleitores socorrenses. A votação aconteceu no dia 25 de outubro, distribuídas em 40 seções, dividida em cinco escolas.

Na mesma edição, O Município publica o número de eleitores que justificaram seu voto. Em 1998, a justificativa era feita no Correio.

Correio recebeu 1.554 justificativas

O preenchimento de justificativa de voto feito na Agência do Correio de nossa cidade, no 1º turno das Eleições no último dia 4 de outubro, foi realizado por 1.554 eleitores. Segundo o Chefe da Agência de Socorro, sr. Ari Ap. de Alcântara, ninguém teve dificuldade no preenchimento, porque contaram com a assistência dos funcionários.

Virando para a página 3, encontramos a Proposta Orçamentária para o Exercício de 1999, apresentada pelo então prefeito, Wandir de Faria, em sessão do dia 6 de outubro de 1998, que estabelece R$ 16.200.000,00 (dezesseis milhões e duzentos mil reais) para serem gastos em diversos departamentos da Prefeitura. Para se ter uma ideia de comparativo, neste ano de 2018, o Orçamento Geral do Município de Socorro teve uma previsão de R$ 100.650.000,00 (cem milhões e seiscentos e cinquenta mil reais)

Já na edição seguinte, nº 4.034, de 30 de outubro de 1998, O Município informa sobre a vitória de Mário Covas, no segundo turno. Ele recebeu 9.800.253 votos, contra 7.900.598 votos de Paulo Maluf. Os votos brancos naquele ano, foram de 381.905 e os votos nulos somaram 1.091.311. De Socorro, Covas recebeu 8.434 contra 7.407 de Maluf.

Compartilhar/Favoritos

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Você deve ser de logged em para postar um comentário.