Livro de Jeferson Tavares recebe prêmio nacional

O livro “Planejamento Regional no Estado de São Paulo – Polos, Eixos e a Região dos Vetores Produtivos”, do arquiteto socorrense Jeferson Tavares,  ganhou o 1º lugar na premiação feita pela ANPUR – Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Planejamento Urbano e Regional.

Fundada em  1983, a ANPUR é atualmente a mais importante instituição da área de trabalho e a cada dois anos ela premia as principais teses de doutorado, dissertações de mestrados, artigos científicos e livros brasileiros.

Nesse ano de 2019, o livro de Jeferson foi escolhido para receber o principal prêmio nacional.

“O prêmio tem valor especial porque foi definido por um júri qualificado e diversificado representando todas as regiões brasileiras. O livro concorreu com autores de diferentes áreas: da geografia, sociologia, economia, engenharia, arquitetura e urbanismo, meio ambiente, história, etc., fato que amplia sua legitimidade e importância”, revela o autor.

A premiação ocorreu em Natal-RN, no encontro bianual, que a instituição promove e que reúne os principais planejadores nacionais e internacionais. Nesse ano, o evento contou com mais de 1.700 participantes que debateram ao longo de cinco dias os desafios do planejamento urbano e regional no Brasil.

Obras e premiações –  “Planejamento Regional no Estado de São Paulo – Polos, Eixos e a Região dos Vetores Produtivos” é o segundo livro do autor e trata da organização territorial do estado de São Paulo, ao longo do século XX. Demonstra como entre 1913 e 1982 os investimentos públicos e privados em infraestrutura e regionalização constituíram os polos urbanos e os principais eixos rodoviários e como eles formaram uma região privilegiada para o desenvolvimento industrial em detrimento do abandono de outras regiões. O livro tem importância por avaliar as políticas públicas e suas consequências, servindo de um bom parâmetro para definir novas diretrizes de desenvolvimento do estado.

O primeiro livro de Jeferson Tavares, Projetos para Brasília: 1927-1957 abordou o processo de transferência da capital federal, do Rio de Janeiro para o Distrito Federal, que ocorreu a partir de 1957 e identificou mais de 30 projetos que foram propostos para Brasília, dos quais o do arquiteto Lúcio Costa foi o construído. Ganhou o prêmio de melhor livro, em 2016, concedido pela ANPARQ (Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo).

 

Compartilhar/Favoritos

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Você deve ser de logged em para postar um comentário.