No centenário do Maestro Luiz Gonzaga Franco, Socorro ganha Centro Cultural

Na tarde de segunda-feira, dia 30 de abril, a casa do maestro Luiz Gonzaga Franco materializou mais um sonho nascido de uma vida dedicada à música. Estava inaugurado o Centro Cultural Maestro Luiz Gonzaga Franco – Centro de Memória e Difusão Musical de Socorro, em homenagem ao maestro que se tornou um exemplo de cidadão, músico e, principalmente, de ser humano, para toda a comunidade e para a família.

O evento de lançamento do novo espaço dedicado à cultura e à música representa um presente duplo para a cidade, porque nele também foi feito o anúncio da criação da Fundação Rede dos Sonhos, entidade que terá finalidade de desenvolver projetos nas áreas de cultura, esportes, educação, meio ambiente, inclusão social e sustentabilidade, e que vai abrigar o próprio Centro Cultural.

A cerimônia contou com a presença dos três filhos do maestro, Sérgio, Eduardo e José Fernandes Franco, do prefeito de Socorro André Bozola e do assessor do secretário de Cultura do estado de São Paulo, Arnaldo Rodrigues, que veio representar o governador do estado e o próprio secretário, além de dezenas de convidados e familiares.

Sérgio Franco falou sobre o a importância da criação do Centro Cultural no centenário do maestro, na mesma casa onde ele morou desde seu casamento em 1949, com dona Maria Fernandes. Todos os dias e por mais de 50 anos, ele ensaiava na sala da frente e com as janelas abertas para a rua, tocando um variado repertório composto principalmente por música clássica, como uma forma de compartilhar a paixão pela música, com a cidade que ele amava.

“O Centro Cultural perpetua algo que já acontecia durante muito tempo e que era uma atividade cultural; aqui, meu pai ministrou aulas para centenas de alunos de violão, violino, clarinete, bandolim e, depois dos oitenta anos, ele ensinava também flauta. Esta casa vivia sempre cheia de músicos; meu pai teve uma formação muito forte de harmonia e teoria musical e era uma grande referência para todos os músicos da cidade”, declarou Sérgio Franco.

Segundo ele, o maestro tinha um enorme conhecimento de repertório musical e manteve um grande número de partituras com todos os estilos, desde o clássico até o popular, as quais fazem parte do acervo desse espaço.

O objetivo é que o novo aparelho cultural continue sendo um ponto de encontro de músicos, estudantes e apaixonados pela música, dando continuidade ao trabalho do maestro Luiz Gonzaga na difusão e incentivo à formação musical.

Arnaldo Rodrigues lembrou que, no ano passado, estava em curso o projeto com a finalidade de realizar uma grande festa em homenagem ao maestro Luiz Gonzaga, com a presença de toda a sua família na Sala São Paulo e a participação da Orquestra Sinfônica de São Paulo, sob o comando do maestro Isaac Karabtchevsky. “Estava tudo pronto e, infelizmente, quinze dias antes ele faleceu; mas o maestro está aqui, vivo em todos nós, nesta cidade”, lamentou.

 

Fundação Rede dos Sonhos consolida o trabalho de sucesso iniciado no Campo dos Sonhos

A homenagem ao maestro Luiz Gonzaga é parte do um projeto maior anunciado durante o evento. Trata-se da Fundação Rede dos Sonhos.

Segundo José Fernandes Franco, a idéia da Fundação surgiu há cerca de vinte anos, a partir de experiências praticadas pelo Hotel Fazenda Campo dos Sonhos, que já desenvolvia informalmente ações características de uma fundação, como realização de palestras, financiamento de vários projetos de caráter ambiental e cultural, entre outros.

De lá para cá, com a inauguração dos hotéis fazenda Parque dos Sonhos e Terra dos Sonhos, foi criada a Rede dos Sonhos, que consolidou essas ações. Atualmente, a Rede dos Sonhos recebe cerca de 50 visitas técnicas de várias cidades do Brasil e do exterior todos os anos, e põe em prática diversas outras iniciativas na área ambiental, de sustentabilidade, inclusão social e outras.

Alguns objetivos da Fundação já são realizados há muito tempo, como o Museu da Casa Caipira, localizado no interior do Campo dos Sonhos. Para o ano que vem, está prevista a criação de um museu para abrigar toda a história do Campo dos Sonhos e que vai contar com biblioteca, videoteca, sala de exposições de obras de arte, sala de leitura, entre outras instalações.

Os hotéis recebem, também, visitas gratuitas de alunos carentes de escolas municipais e outras entidades no Projeto Vivendo a Natureza, beneficiando atualmente cerca de mil estudantes por ano.

A Rede dos Sonhos já contribui financeiramente com o Conservatório Musical Maestro Luiz Gonzaga Franco e a com a Associação Ambientalista Copaíba, além da colaboração em outras ações de valorização da cultura local e da segurança pública, fornecendo quase 400 refeições mensais à Polícia Militar, Polícia Civil e Guarda Municipal.

Só na área de reflorestamento, os três hotéis já cumulam o plantio de mais de 45 mil mudas de árvores.

“Na Fundação Rede dos Sonhos pretendemos desenvolver projetos em favor da cultura, como esse Centro Cultural, inaugurado agora, mas vamos trabalhar também com projetos na área de esportes, educação, meio ambiente, inclusão social e sustentabilidade, que são os principais pilares da nossa Fundação” esclarece José Fernandes.

A sede da Fundação tem projeto assinado pelo arquiteto Bruno Canepa e a construção deve ter início no ano que vem, no terreno ao lado do Centro Cultural, onde ficava a residência dos pais do Maestro Luiz Gonzaga. Ela terá três pavimentos e vai contar com um auditório para 90 pessoas, onde serão realizadas apresentações artísticas e palestras, salas de reunião, salas de aula, atividades educativas e escritórios, além de uma área para pequenos eventos na parte superior e estacionamento, no subsolo.

Presente na solenidade, o prefeito André Bozola declarou que Socorro é grata pelas ações da família Fernandes Franco e por mais essa iniciativa que é a Fundação Rede dos Sonhos. “Socorro tem de agradecer a vocês pelo trabalho, pela oportunidade de emprego que vocês geram, por esse nicho de desenvolvimento que é o turismo que vocês acompanham e que, sem sombra de dúvida, vocês são os maestros dessa oportunidade do dia a dia de Socorro, hoje”, exaltou.

José Fernandes acredita que é preciso tomar as iniciativas; se a gente quer ter uma comunidade melhor, não basta esperar que alguém faça pela gente, por isso a idéia de que, por meio dessa entidade, seja possível dar uma contribuição, associada ao poder público e a outros membros da sociedade. “E nós escolhemos também as crianças como principal foco da Fundação, porque se agente começar por elas, a chance de sucesso é muito maior”, enfatizou.

“Com a Fundação, pretendemos colaborar cada vez mais com um planeta mais sustentável, mais seguro e, inclusive, fraterno”. Segundo José Fernandes, esse é o grande objetivo dessa fundação. “Esperamos que a partir de agora, a gente receba os apoios necessários de quem quiser contribuir com esse projeto. Vamos trabalhar para que a Fundação tenha um papel fundamental dentro da cidade, não só com recursos das nossas empresas, mas com recursos vindos de outras entidades e pessoas interessadas”, finalizou.

Serviço: O Centro Cultural Maestro Luiz Gonzaga Franco está localizado à rua Marechal Floriano, 309, no Centro de Socorro e está aberto de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, e nos finais de semana e feriados, com agendamento prévio.  Telefone 3895-1639.

Compartilhar/Favoritos

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Você deve ser de logged em para postar um comentário.