Padre Francisco assume a paróquia de Socorro e prega a união dos fiéis

Francisco Gilson de Souza Lima, um jovem padre nascido numa cidade cearense com forte tradição católica, é o novo pároco de Socorro. Ele foi nomeado para coordenar a Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro no último dia 1 de maio. Sua posse oficial, contudo, ocorreu na noite da sexta-feira (24), em missa na Igreja Matriz, com a presença do bispo diocesano Sérgio Aparecido Colombo.

Nessa entrevista ao jornal O Município, padre Francisco fala da receptividade que teve da comunidade socorrense e defende uma efetiva comunhão dos católicos da paróquia para amadurecer e ampliar projetos de evangelização.

Quais foram suas primeiras impressões da cidade?
Fui muito bem recebido pelos paroquianos. No dia 1º de maio, quando ocorreu minha nomeação, rezei a missa das 15h na Matriz, como de costume acontece às quartas-feiras, e, já naquele primeiro contato, fui acolhido carinhosamente.

Que projetos pretende desenvolver com a comunidade?
Penso que primeiro é preciso conhecer bem a comunidade, antes de traçar qualquer projeto. Como projeto de evangelização, que não é meu, mas que brota do Evangelho, a Paróquia, como um todo, ou seja, as 21 comunidades que a compõe, deve amadurecer suas estruturas de comunhão e participação.

Tem alguma mensagem especial aos fiéis?
Venho a Socorro, a esta Paróquia, com um objetivo: servir a Cristo e sua Igreja. Para tanto, espero contar com a colaboração de todos os fiéis. A Igreja é formada por todos os batizados, e não apenas pelo padre, ou ainda por um ou outro fiel leigo. O que significa, então, que todos os batizados são corresponsáveis pela evangelização, pelo testemunho de fé, em unidade. Que a comunhão seja nossa marca. Brigas, contendas, inimizades, não são sinais de evangelização. Rompamos com o divisor, comunguemos com Cristo.

Conheça sua trajetória
Padre Francisco Gilson de Souza Lima tem 32 anos. Nasceu em 7 de novembro de 1986, em Baturité, município localizado ao norte do Ceará e que vivenciou no século passado uma forte ação católica que levou, inclusive, à criação na cidade de tradicionais colégios ligados à Igreja.

Padre Francisco é o segundo dos quatro filhos de Gilmar Freire de Lima e Maria Iranete de Souza Lima. Foi batizado no dia 17 de julho de 1988, na Igreja Matriz da Paróquia Nossa Senhora da Palma, Arquidiocese de Fortaleza; fez primeira comuinhão aos dez anos, na mesma paróquia. Aos 15 de novembro de 2001 recebeu o sacramento da Crisma na Paróquia Santo Antônio de Pádua, na cidade de Francisco Morato (SP), onde passou a residir desde 2000.

Nos anos de 2002 a 2004, foi catequista de Primeira Eucaristia e Crisma na comunidade paroquial Divino Espírito Santo, onde sentiu o chamado à vida sacerdotal. Findados seus estudos escolares, ingressou no Seminário Propedêutico dessa diocese em março de 2006.

Foi ordenado Diácono aos 19 de março de 2014, e designado para exercer o ministério diaconal na Paróquia Cristo Rei, em Atibaia. Ordenado presbítero aos 4 de outubro do mesmo ano, assumiu a Paróquia Sagrado Coração de Jesus, na mesma cidade, aos 29 de novembro, onde trabalhou até ser transferido para esta Paróquia (Nossa Senhora do Perpétuo Socorro).

Além das Faculdades de Filosofia e Teologia, fez extensão em Direito Matrimonial, na Faculdade de Direito Canônico São Paulo, e Especialização em Teologia Pastoral, pela Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia, de Belo Horizonte. Atualmente, além de Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, padre Francisco também exerce a função de Auditor do Tribunal Eclesiástico da Diocese de Bragança Paulista, bem como a Coordenação Diocesana de Pastoral.

Compartilhar/Favoritos

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Você deve ser de logged em para postar um comentário.