Polícia faz alerta sobre boatos nas redes sociais

A ação policial desta quarta-feira mobilizou a cidade, levando para a porta da Delegacia centenas de curiosos que, a cada momento, buscavam registrar imagens e compartilhá-las pelas redes sociais. Mas a curiosidade despertada pela situação também gerou uma onda de boatos, que atingiu pessoas que nada tinham a ver com a situação.

Por esta razão, a Polícia Civil alerta que é preciso cuidado ao relatar situações como essa, começando pela divulgação do nome dos detidos. O mesmo vale para versões distorcidas sobre os fatos, citando pessoas sem qualquer envolvimento com o caso. “Soubemos que foram citados nomes de várias pessoas, as quais não têm ligação alguma com as ocorrências, bem como situações que nem aconteceram. Um boato pode acabar com a vida de uma pessoa, pois o que é colocado na internet, fica lá, perde-se o controle”, enfatiza Vagner. O investigador alerta, ainda, para o risco de quem dissemina fatos inverídicos ser processado por calúnia e difamação.

Compartilhar/Favoritos

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Você deve ser de logged em para postar um comentário.