A importância da gestão profissional em pequenas empresas

Leitura obrigatória

Nos anos 80, a Gestão pela Qualidade Total estava no topo da lista de prioridades das empresas, em todo o mundo. Na década de 90 foi a Reengenharia a grande coqueluche, mas, em 2006, Howard Smith e Peter Fingar lançaram o livro “Business Process Management: The Third Wave” (Gestão de Processos de Negócios: A Terceira Onda) com os conceitos de Gestão de Processos de Negócios que se tornou, então, o ponto mais relevante nas empresas modernas.

Saindo na frente, algumas empresas de Socorro buscaram se profissionalizar e, recentemente, começaram uma Consultoria em Gestão de Processos que está mudando a forma de administrar e planejar suas empresas. A necessidade se deu depois que alguns empresários socorrenses participaram do Empreender Competitivo, programa promovido pela ACE de Socorro e que visa melhoria na capacitação e na profissionalização de empresas, por meio da formação de Núcleos Empresariais.

Com uma pequena corrida de olhos na economia socorrense, nota-se claramente, por parte do empresariado, uma certa resistência à implantação de novos conceitos e metodologias. O tradicionalismo ainda impera, deixando o município à mercê de empresas que venham de fora com mais conhecimentos destes conceitos e, sobretudo, mais ousadia.

Da mesma forma, percebe-se claramente uma luta árdua e diária na busca da tal “mão de obra qualificada”. Coisa que, falada desta forma, parece até de outro mundo, mas que na verdade não passa de esforço, dedicação e comprometimento por parte dos colaboradores das empresas locais. Termos como hora extra, trabalho em fins de semana e feriados, busca por metas de venda, soam como verdadeiras ofensas a alguns que ainda insistem em fazer somente o extritamente necessário, deixando de lado a velha parceria em prol do crescimento muito comum no final do século passado, assim deixando de lado, claramente, o foco no cliente e passando para o “eu”.

Lutando para amenizar todos esses efeitos, a Gestão de Processos permite identificar o conjunto de atividades capaz de gerar maior valor ao cliente que recebe um produto ou serviço, integrar e orientar para resultados as várias áreas organizacionais e conseguir recursos e desenvolver competências para a execução dessas finalidades.

A visão clara dos processos da empresa permite identificar eventuais alternativas extraorganizacionais (mediante terceirizações e parcerias), as quais podem revelar-se mais vantajosas para os beneficiários. A Gestão de Processos demanda uma concepção coesa e sólida, bem como a criação e monitoramento de um Quadro de Indicadores de Desempenho, que vise uma constante avaliação das empresas e dos seus colaboradores, a fim de tornar contínuo o alcance de metas e fortalecer a eficácia e a eficiência empresarial.

Outro ponto de atenção é que implantar a Gestão de Processos de Negócios em uma empresa não é simples, não é rápido, envolve mudança de comportamento das pessoas e comprometimento da alta administração. O uso da metodologia de Gerenciamento de Processos de Negócios torna-se essencial para o sucesso de projetos de expansão e crescimento, ou até mesmo correção de rumo e deficit financeiro.
Necessariamente, deve-se contratar uma consultoria especializada, pois, normalmente, os líderes não têm conhecimento técnico suficiente e não priorizam a implantação em sua empresa, justamente por estarem extremamente atarefados com coisas do dia a dia.

Concluindo, a aplicação destas práticas ajuda a maximizar os resultados e o desempenho dos negócios e, assim, faz com que as empresas tenham melhores ganhos financeiros, vantagem competitiva, redução de custos, otimização de recursos humanos e aumento da satisfação por meio de produtos e serviços que encantem os clientes.

- Anunciantes -
- Anunciantes -

Últimas notícias