Após alagamento, situação é normalizada no bairro Oratório

Leitura obrigatória

Na tarde da quinta-feira, dia 10 de janeiro, uma chuva de cerca de 3 horas causou a inundação de parte do bairro Oratório, com o rio subindo de 3 a 4 metros. “A calha do rio não conteve a vazão da água e houve o transbordamento”, explica Marcos Antonio Ribeiro Junior, agente da Defesa Civil de Socorro, acrescentando que a geografia do local, com dois morros, forma uma grande bacia, o que contribuiu para o alagamento de alguns pontos.

Foram atingidas 53 casas, sendo que em 6 delas, a água atingiu quase que na totalidade, com perda total de bens e as pessoas ficaram desabrigadas. Porém, até a terça-feira (15), somente uma pessoa ainda não havia voltado para casa.

As famílias desalojadas foram abrigadas por parentes e vizinhos e receberam água potável, alimentos, produtos de limpeza e higiene e também colchões e cobertores. De acordo com a Assistência Social e Defesa Civil, a princípio, as doações já foram suficientes. A Prefeitura trabalha, agora, para planejar a reconstrução das pontes.

Segundo o coordenador da Defesa Civil, Lourenço Luis do Prado, com a força das águas, 5 pontes caíram e 3 foram parcialmente danificadas, a maioria delas de acesso a propriedades. Postes da rede de energia também foram atingidos. Imediatamente após a notícia do alagamento, a Defesa Civil, Prefeitura, Guarda Municipal, Piracema e voluntários compareceram ao local. Um Centro de Distribuição e vistorias foi organizado, arrecadando as doações de água, colchões, produtos de higiene e alimentos. As cidades de Lindóia, Monte Alegre do Sul e Serra Negra enviaram caminhões pipas para contribuir com a limpeza.

Marcio acrescenta que a Defesa Civil atua não somente com a resposta a tragédias, mas também com medidas preventivas. “Quem tiver notícias ou enxergar situações que mostrem risco à vida, por favor, entrem em contato conosco”, afirma. O e-mail é: defesacivil@socorro.sp.gov.br. Além de receber avisos metereológicos diários, da Coordenadoria da Defesa Civil, Socorro também conta com 3 pluviômetros instalados em pontos estratégicos, para acompanhar a intensidade e nível de chuvas.

Neste domingo, está programada a limpeza da cabeceira do rio do Peixe, numa ação em conjunto com Prefeitura, Defesa Civil, Piracema e GM. A concentração será às 8 horas, no Centro de Lazer do Trabalhador, se não chover.

Confira o depoimento dos moradores e o trabalho da Defesa Civil na edição impressa.

- Anunciantes -
- Anunciantes -

Últimas notícias