Batalhão da Guarda Presidencial

Leitura obrigatória

As fotos do acervo de Murilo de Oliveira Santos foram clicadas no dia 26 de novembro de 1964, quando o Batalhão da Guarda Presidencial, ao qual ele servia, desembarcou do avião da FAB em Goiânia/GO, para onde tinha ido para dar cobertura às tropas que chegavam por terra. Para coibir a rebelião do governador Mauro Borges, que lutava contra a linha-dura do movimento militar que tomou conta do poder no país, em março daquele ano.

O governador acaba por acatar a intervenção do Governo Federal, e o sub-chefe da Casa Militar da Presidência da República, coronel Carlos de Maria Matos, assume o cargo e instala-se no Palácio das Esmeraldas, assegurando que só desejava “remover o quisto de subversão e antirrevolução”.

A tropa do Murilo, da qual contava outro socorrense, Luiz Carlos Carneiro de Faria e Souza, permaneceu em Goiânia por 31 dias e, segundo ele, “não houve nenhum tiro, nem de traque”! Graças a Deus!

Mem Fotogr SOLDADOS 1 xx

Da esquerda para a direita, Murilo (2º deitado) e Luiz Carlos , ao lado, sem capacete

Mem Fotogr SOLDADOS 2 xx

À direita, ajoelhado, Murilo, e ao lado dele, Luiz Carlos

- Anunciantes -
- Anunciantes -

Últimas notícias