ComicCon Experience 2016: a presença da cultura pop    

Leitura obrigatória

O início de dezembro foi incrível para os fãs da cultura pop. A começar pela ComicCon Experience, que aconteceu de 1 a 4 deste mês, no salão São Paulo Expo, e a estreia de Rogue One – Uma História Star Wars, prevista para o dia 15.

A terceira edição da ComicCon Experience foi um sucesso de público; pessoas viajaram de longe para acompanhar atores e conferir os estandes de grandes produtoras, como a Netflix, Marvel, a Panini Comics, Warner, FOX, Sony, entre outros; e no auditório da Cinemark, tirar fotos com os cosplays, dentre tantos, personagens da Marvel e DC Comics, como o anti-herói Deadpool; Doutor Estranho; Homem Aranha; integrantes da Liga da Justiça; o casal Coringa e Arlequina; Stormtrooper – Star Wars; do desenho animado Coragem – O Cão Covarde; Muriel e Eustáquio; Harry Potter e Pikachu. Foram várias pessoas que representaram personagens famosos de séries, filmes, games e histórias em quadrinhos. O prêmio para o melhor cosplay foi para a personagem Sara Kerrigan, da série de jogos Starcraft.

Personalidades do cinema, TV, cartunistas e cosplayers estiveram presentes no evento, como o astro Vin Diesel, ator de Velozes e Furiosos, Guardiões da Galáxia e xXx: Reativado – esse, com lançamento no próximo ano, comentou sobre o futuro de seu personagem Groot, em Guardiões da Galáxia. Renato Aragão foi o grande homenageado do ano e falou sobre a volta dos “Trapalhões”. O cartunista Peter Kuper, que aborda questões decisivas em seus desenhos, como política, foi o artista convidado da ComicCon, e ressaltou que nesse tipo de evento, as ComicsCons são os mais democráticos, pois neles as pessoas são tratadas sem nenhum preconceito. O cartunista tem dois trabalhos publicados recentemente, no Brasil: Pau e Pedra, e Ruínas. Dentre os brasileiros, o convidado José Eduardo Belmonte esteve no painel da Rede Globo, com novidades sobre as séries da emissora, além das palestras ministradas por empresários do gênero.

Para aqueles que gostam de se aventurar, o jogo Escape 60’ – game em que o jogador fica trancado em um quarto sem iluminação e, por meio de pistas, deve encontrar a chave no tempo máximo de 60 minutos – esteve presente para testar a adrenalina do público, que se divertiu, também, no auditório do Cinemark e nos auditórios Ultra e Prime.

O socorrense Douglas Marques Comito, mais conhecido como Douglas MCT, é roteirista de quadrinhos, filmes, jogos e desenhados animados, também atua com direção de arte e redação publicitária e participou do evento todos os dias.

Sem dúvida, a ComicCon é muito importante para o segmento geek. A ascensão da cultura pop no Brasil e no mundo é crescente e são necessários eventos dessa magnitude para colocar a cultura em mais evidência, ainda, na sociedade. Para quem não pode participar da CCXP 2016, não se preocupe, os organizadores já estão pensando na próxima edição!

comic-com-2-xx“Eu e a minha noiva, Vanessa Lopes, fomos convidados para os quatro dias da CCXP – ComicCon Experience 2016, que aconteceu no São Paulo Expo. Em sua terceira edição, o maior evento geek e de cultura pop da América Latina, organizado pelo Grupo Omelete e pela ChiaroscuroStudios, teve mais de 100 mil pessoas cruzando seus portões, de 1 a 4 de dezembro, com um público diverso, do nerd ao curioso, para todos os gostos, lotando o pavilhão com fãs de Harry Potter, Game of Thrones, Netflix, Turma da Mônica, Star Wars, Resident Evil, Guardiões da Galáxia etc., e no qual também compareceram atores internacionais de peso, como Neil Patrick Harris, Frank Miller, Carlos Villagran (o Quico), Natalie Dormer, entre outros, incluindo nacionais, como Didi Mocó e Leandra Leal.

Além de três salas para palestras, painéis e exibições (onde trailers, filmes completos e importantes anúncios do meio de entretenimento são anunciados com exclusividade), e estandes variados e inspirados (como o da NewPOP Editora, que lançou meu mangá Hansel & Gretel, em julho deste ano), uma das grandes áreas da CCXP é o Artists Alley, no qual estive presente no ano passado, como artista, na mesa. Este espaço é reservado para artistas, renomados e iniciantes, que lançam e vendem seus quadrinhos, com brindes e um contato direto com o público. A CCXP é um dos eventos que tem colaborado para a fomentação deste nicho, que só cresce a cada ano, com uma diversificação de títulos para todos os gostos, no qual pude reencontrar dezenas de amigos artistas e roteiristas que trabalham no nosso mercado e também no internacional. Em abril, o evento se expande para o Nordeste, na CCXP Tour, e volta para SP em 2017, com data já marcada: de 7 a 10 de dezembro. Foi épico e inesquecível”, ressalta Douglas.

- Anunciantes -
- Anunciantes -

Últimas notícias