Delta Plus aumenta produção para atender a demanda devido ao Coronavírus

Leitura obrigatória

Uma das principais “armas” na luta contra a propagação do Coronavírus são elas: as máscaras. O que muita gente não sabe é que milhares delas estão sendo produzidas aqui em Socorro, por funcionários que seguem na linha de frente desta batalha, ao lado de profissionais da saúde e comércio essencial, que não podem ser paralisados.

Na última quarta-feira, nossa equipe de reportagem foi até a Delta Plus do Brasil – multinacional fabricante de equipamentos de segurança -, onde conversamos com o diretor industrial, Hugo Leonardo Garrido.

Prevendo a alta demanda pelas máscaras, a unidade industrial de Socorro, localizada no Bairro Cubas, contratou mais quarenta funcionários, desde fevereiro.

Hugo Garrido conta que houve 35% de aumento na produção, que passou a ser 24h por dia. A fábrica, que antes produzia outros EPI’s (equipamento de proteção individual), agora se con-centra em atender à demanda de máscaras, protetor facial e óculos de segurança – tudo para suprir a demanda durante a epidemia.  O escoamento da produção é feito em todo o Brasil, atendendo as prioridades: setor de saúde pública, prefeituras, segurança pública, indústrias e depois a venda no comércio.

“É uma questão social. Uma situação que ninguém sabe o que vai acontecer”, diz o diretor industrial, que completa. “Estamos priorizando as necessidades de hospitais e prefeituras. Doamos uma grande quantidade de máscaras para a Prefeitura de Socorro e também forne-cemos a preços acessíveis mais de quarenta mil máscaras para o Conisca e para cidades da região como Bragança Paulista e Pinhalzinho”.

Trabalho seguro

Além das recomendações de segurança, os cuidados com a saúde dos funcionários já começam no transporte e quando chegam na fábrica. Antes de entrar no posto de trabalho, todos fazem a higienização com álcool em gel. Foram disponibilizadas mais pias nos vestiários e, no refeitório, a distância mínima é de dois metros. A cada dois dias é feita uma orientação com todos os colaboradores. O pessoal da administração e aqueles com alguma condição especial, estão fazendo home office.

“Queremos agradecer a todos os funcionários que abraçaram a causa, nós estamos na linha de frente. Também agradeço a Prefeitura e a Secretaria de Saúde que vieram na fábrica para fazer algumas orientações e estão realizando um trabalho muito bom”, reconhece Hugo. Finalizando, o diretor industrial recomenda: “Não usem máscara em casa ou sem necessidade. Vamos deixar as máscaras para aqueles que precisam, os profissionais da área da saúde, que estão enfrentando o grave problema da falta de máscaras nos hospitais”.

 

 

- Anunciantes -
- Anunciantes -

Últimas notícias