Estação Barão de Ibitinga

Leitura obrigatória

Nesta foto do acervo de Visões de Socorro Antanho, de Antonio Carlos Ferraz Miller, ficou registrada a antiga Estação Barão de Ibitinga, na década de 30/40.

Com base em dados do Álbum de Socorro, de 1922-1923, sabemos que foi graças ao empenho do Visconde de Soutello e do Barão de Ibitinga, entre outros diretores da Companhia Mogyana de Estradas de Ferro e Navegação, diante de inúmeras solicitações dos políticos locais de Socorro, que ficou decidido numa memorável Assembleia Geral da companhia, realizada em fins de 1907, em Monte Alegre, a vinda de um ramal da Mogyana para Socorro.

Os trabalhos foram iniciados em 1908, sob direção do dr. José Pereira Rebouças, inspetor geral da Companhia e, em 21 de abril de 1909, foi inaugurado o ramal de Socorro. Um trem especial trouxe de Amparo o presidente do estado de São Paulo (hoje governador) dr. Manoel J. de Albuquerque Lins e um grande séquito de políticos e diretores da Mogyana, recebidos com bandas de música, salva de baterias, morteiros, foguetes, e vivas que repercutiram na bela estação inaugurada.

Socorro homenageou os personagens citados, que muito contribuíram para essa conquista, com seus nomes nas estações Barão de Ibitinga e Visconde de Soutello, e na Av. Dr. Rebouças, que ligou a cidade à estação de trem.

 

- Anunciantes -
- Anunciantes -

Últimas notícias