Filme e Palestra como opção cultural para o meio da semana

Leitura obrigatória

A próxima quarta-feira (11) se apresenta interessante para aqueles que apreciam filmes do cinema nacional antigo, já que a partir das 19h, na Estação Socorro (Antiga Rodoviária), com entrada franca e classificação livre, será exibido o filme “Um caipira em Bariloche” de Amácio Mazzaropi.

A película tem a seguinte sinopse: Polidoro, um pobre e inocente homem, é logrado por seu genro e um de seus amigos, e acaba vendendo a sua fazenda à força, pela família. Ele vai morar na cidade grande, onde é discriminado por algumas moças, suas vizinhas. Porém, o dinheiro da venda da fazenda nunca chega a Polidoro. Depois de viajar a Bariloche com a esposa do comprador da fazenda (o amigo de seu genro), uma argentina, ela decide que não vai mais embora de Bariloche, e lhe dá alguns manuscritos que incriminam seu genro e seu amigo, e ele volta para a cidade grande de avião. Nas cartas também estava escrito que tudo o que aquela mulher tinha, e que seria herdado de seu marido (eles não tinham filhos), passaria para Polidoro. Assim, a sua família, vai até a fazenda e depois de brigas e até da explosão de uma casa, eles conseguem a fazenda de volta.

Oficina de Criação

Para a quinta-feira (12), a opção é a Oficina de Criação de curta metragem, com Anderson Lima, das 8 às 13h, com 20 vagas, a partir de 14 anos, entrada franca, na Estação Socorro (Antiga Rodoviária).

A dica é que, envolvidos diretamente na concepção e produção de um curta, os jovens desfrutem de um contato direto com os equipamentos de um filme, participando efetivamente de todos os processos de criação, do roteiro à exibição. Anderson Lima é diretor, roteirista e professor de filosofia para crianças em escolas regulares. Já dirigiu 12 curtas metragens, sendo premiado, em alguns deles, em festivais pelo Brasil.

Palestra Show

Também na quinta-feira (12), acontece Palestra Show com Jack Lima, no Auditório do Centro Administrativo, a partir das 20 horas, com entrada franca. Jack Lima, autor do Dicionário de Ritmo, livro com o maior número de ritmos musicais, segundo o Rank Brasil 2013, estará ministrando uma palestra show exclusiva sobre a música tratada como IDIOMA MATRIZ, trazendo, aos presentes, a oportunidade única de ver como a música está e sempre esteve ao nosso lado, provando que a mesma nos acompanha desde o nosso nascimento até a nossa morte. Com base na matemática (decodificação da natureza), durante a palestra será possível notar como os números nos influenciam até mesmo na nossa maneira de andar, falar etc. Com apenas 4 números, todos os presentes terão a oportunidade de ver o quão grande é o mundo musical, bem como todas as suas possibilidades, totalmente passíveis de aplicação e compreensão.

Será enfatizada a força do motivo 1+3, denominado pelo palestrante de “O Motivo Matriz”, na música e no desenvolvimento de nossa  coordenação motora. Apenas com os quatro membros, pernas e braços, podemos desenvolver toda a nossa coordenação motora, sem nenhuma dificuldade. Além de músicos oriundos de várias cidades do Brasil, estarão participando, por meio de vídeos, músicos estrangeiros renomados.  No local do evento, estarão disponíveis vários computadores, para a prova de todo material usado durante a palestra. A música, segundo o palestrante, estará em um futuro bem próximo ao alcance de todos, pois, com mais de vinte anos de pesquisa, tal qual como um trabalho de arqueologia musical, fez com que fosse possível provar que todos nascem com a música, ela é o idioma matriz. Mais um ponto muito relevante, ressaltado pelo  palestrante, será de que no futuro não haverá mais música em vídeo e sim somente em áudio, ou seja, a mesma voltará à suas origens de gravação, pois sendo um idioma, não precisamos vê-la, e sim ouvi-la.

 

Artigo anteriorAtenção!
Próximo artigoHoje: Ushuaia
- Anunciantes -
- Anunciantes -

Últimas notícias