Hoje: Mariana

Leitura obrigatória

 

Depois de Sabará e distante apenas a 12 km de Ouro Preto, fica a cidade de Mariana.

Com cerca de 58 mil habitantes (dados de 2015), sua economia depende, principalmente, do turismo e da extração de minérios. Mariana era o nome da esposa de Dom João V.

Mariana foi a primeira vila, cidade e capital do estado de Minas Gerais. No século XVII, foi uma das maiores cidades produtoras de ouro para o Império Português. Tornou-se a primeira capital mineira, por participar de uma disputa, na qual a Vila que arrecadasse maior quantidade de ouro seria elevada à Cidade e se tornaria a capital da então Capitania de Minas Gerais.

Mariana é o destino certo do terceiro dia de viagem, no roteiro de cidades histórias, promovido pelo técnico em Turismo & Guia de Turismo, Eduardo Silva, e que levará mais um grupo de Socorro para lá, agora, no mês de maio.

Segundo Eduardo, a cidade de Mariana conserva suas características barrocas nas construções, algumas artisticamente trabalhadas em pedra sabão. Ele destaca alguns pontos importantes para visitar, como a Igreja São Pedro dos Clérigos, Igreja Catedral da Sé (atualmente fechada para reforma), Igreja de Nossa Senhora do Carmo e Praça Minas Gerais.

A Igreja de São Francisco de Assis, construída em estilo rococó, constitui uma etapa posterior, na evolução do barroco mineiro. Sua construção teve início em 1763. A Igreja do Carmo também fica na Praça Minas Gerais, sendo um pouco menor.

Além do vasto patrimônio arquitetônico produzido no Brasil colonial, o turismo ecológico também teve uma expansão importante, contribuindo de forma significativa para o desenvolvimento do setor de serviços e transformando Mariana em uma das cidades mineiras com o maior número de praticantes dos esportes radicais, como montanhismo e mountain bike.  Como atrações naturais, a cidade conta com várias cachoeiras, cavernas e grutas.

A Estação Ferroviária de Mariana foi totalmente revitalizada e é um ponto turístico da cidade. Após décadas parado, o trem turístico voltou a funcionar em abril de 2006, com viagens diárias, ligando Mariana a Ouro Preto.

Outra opção para quem visita Mariana é conhecer a Mina de Passagem – a maior mina de ouro aberta à visitação do mundo, num complexo de galerias e grutas abertas para exploração de ouro.

Serviço

Mais informações sobre o roteiro Cidades Históricas podem ser obtidas com Eduardo, pelo telefone (19) 3895-6044.

- Anunciantes -
- Anunciantes -

Últimas notícias