Hoje: Porto Seguro

Leitura obrigatória

O município de Porto Seguro, localizado no sul do estado da Bahia, com mais de 145 mil habitantes, segundo o IBGE 2015, é um destino fascinante para curtir as férias em família, com lindas praias e muita animação.A cidade é tombada pelo IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, sendo assim, é proibida a construção de prédios altos.
Dentre tantas opções de roteiros, com hospedagem na Praia de Taperapuã, na cidade de Porto Seguro, há passeios para Arraial d’Ajuda, Trancoso, Praia Coroa Vermelha, Recife de Fora, passeio de chalana com destino à Praia de Santo André, o city tour e uma noite na Passarela do Álcool.
Durante oito dias em Porto Seguro, pude conhecer o Centro Histórico da Cidade Alta, onde fica o prédio que funcionava o Paço Municipal ou Casa de Câmara e Cadeia Municipal – prédio do Brasil-Colônia, com construção datada do século XVIII, além da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Penha, de 1535, onde, atualmente, funciona o museu de arte sacra, com a primeira imagem trazida para o Brasil, de São Francisco de Assis; o Mirante “Ai que lindo” – batizado pelos guias, por tantas vezes ouvirem dos turistas essa frase, e a construção em estilo português, que simboliza o poder da coroa portuguesa, entre outros locais, como o Farol de Porto Seguro, que forma uma paisagem linda, pois, além de uma bela vista para o mar, nas grades que ficam atrás do farol, os turistas amarram fitinhas coloridas, na intenção de ter seus pedidos alcançados.
Na Passarela do Álcool – o próprio nome já diz o significado – há muitas barraquinhas de batidas e artesanatos, além de poder apreciar o píer municipal de Porto Seguro à noite, com uma iluminação muito bonita. Outro roteiro interessante é o passeio de chalana até a Praia de Santo André, que fica no município de Santa Cruz Cabrália, localizada na Costa do Descobrimento, bem perto de Porto Seguro, conhecida por ser o berço da civilização brasileira, pois foi naquela região que os portugueses chegaram ao Brasil. No passeio a bordo da chalana, pelo rio João de Tiba, há o encontro das águas do rio com o mar, que vão desde o azul até o verde claro, com direito a uma parada no mangue, para o banho de lama. Chegando ao vilarejo da Praia de Santo André, carinhosamente chamada de “Praia do 7 a 1”, pois foi lá que a seleção alemã ficou hospedada durante a Copa do Mundo 2014, é possível apreciar novamente a paisagem de uma praia pouco explorada pelo homem. Na volta, uma parada na “Ilha do Sol”, para o almoço e a famosa “Piroga do Cabral”, um pedaço de madeira que dizem ser de uma embarcação portuguesa.
Em Trancoso, o famoso “Quadrado de Trancoso” é uma particularidade do local, cuja arquitetura de casinhas coloridas abriga uma beleza incrível e, à frente, fica a Igreja de São João Batista, muito simples e local escolhido por algumas celebridades para o casamento; caminhando mais ao fundo, um mirante para apreciar a bela praia de Trancoso.
A Praia de Taperapuã é recomendada para quem gosta de agito, nos quiosques Toa-Toa e Axé Moi, com pistas de dança ao som de muita música; porém, não é toda a praia com barulho o dia todo. Mais à frente, há quiosques que permitem diversão e sossego para a família toda. Caminhando pela praia, a formação de “piscinas naturais” que, dependendo da maré, dificulta a travessia de banhistas, mas vale muito a pena passar por elas, quando a água permite a caminhada.

Artigo anteriorAmanhecer
Próximo artigoEdição de 03/02/2016
- Anunciantes -
- Anunciantes -

Últimas notícias