Hoje: Terra Santa – parte II

Leitura obrigatória

Dando continuidade aos relatos da viagem feita por um grupo de socorrenses, acompanhados pelo padre Vicente Rosa Júnior, à Terra Santa e Itália, vamos contar um pouco do que esses peregrinos sentiram, ao passar pelos locais onde Jesus passou, em Israel, e nos locais santos de algumas cidades da Itália.

O ponto de chegada foi Tel Aviv, literalmente traduzida por “Colina da Primavera”, a segunda maior cidade de Israel, situada em sua costa mediterrânica, onde vivem 3,15 milhões de pessoas (2008), sendo 93% judaica, 1% de muçulmanos e 1% de cristãos. Os restantes 5% não são classificados por religião. Ali começa a emocionante viagem.

E quem nos fala dessas primeiras emoções na Terra Santa é o casal Sirlene e Marcos Rovesta, que fez parte do grupo desses 30 peregrinos que, em outubro, viveram in loco, a história de Jesus.

Falem, Sirlene e Marcos!

Foram quase dois anos desde o convite do padre Vicente, até nossa partida para a tão sonhada viagem à Terra Santa. Estávamos um pouco apreensivos com a viagem a Israel, pois os noticiários nos informavam sobre ataques em Jerusalém, mas ao chegarmos, nada vimos, tudo estava na maior tranquilidade e segurança.

Foi uma viagem longa até Tel Aviv, durante a qual uma mistura de sentimentos, como emoção, ansiedade e curiosidade, tomou conta de todos nós.

Ao chegarmos à cidade de Tel Aviv, conhecemos o centro histórico chamado Raffa, tudo muito conservado e, ainda pela manhã, saímos em direção ao norte de Israel. Durante a viagem, passamos por grandes centros empresariais e tecnológicos, onde grandes empresas como Intel, Sony, Samsung, Microsoft, têm sua filiais.

Chegamos às ruínas de Cesarea, uma antiga cidade e porto marítimo, construída por Herodes, cerca de 25 – 13 a.C., o qual lhe deu este nome em homenagem a Augusto Cesar. Ficam às margens do Mar Mediterrâneo. Em suas ruínas, pudemos ver um hipódromo, um anfiteatro, um aqueduto e um fórum e alguns indícios de sua casa, inclusive com uma piscina à beira-mar.

Seguindo a viagem, chegamos à cidade de Haifa, outro grande centro empresarial, industrial e cultural, que se localiza na Baia de Haifa e, em sua encosta, encontra-se o Monte Carmelo. Neste Monte teve origem a mais antiga ordem religiosa – a dos Carmelitas, criada no final do século 12 e início do século 13. Ali sentimos a primeira emoção, ao nos depararmos com a gruta de Elias e o belíssimo altar de Nossa Senhora do Carmo. Foi nesse local que Elias derrotou os adoradores de Baal e os primeiros escapulários foram confeccionados. Ao sair dessa igreja, nos deparamos com uma vista estonteante do Mar Mediterrâneo.

Partimos de Haifa em direção à cidade de Nazaré, um lugar sagrado, onde nasceram Maria e José. O ponto principal de Nazaré é a Basílica da Anunciação, construí-da sobre a Gruta da Anunciação, local onde o Anjo Gabriel anunciou a Maria que ela seria a mãe do filho de Deus – Jesus. Uma gruta tão singela e ao mesmo tempo tão rica em importância religiosa, deixando-nos emocionados. Nas paredes dessa Basílica estão colocados muitos mosaicos de Nossa Senhora, padroeiras dos países que ajudaram a contraí-la, inclusive Nossa Senhora Aparecida, a padroeira do Brasil. Próxima a essa Basílica encontra-se a Igreja de São José, local provável onde a Sagrada Família viveu.

Saindo de Nazaré, em direção a Tiberíades, chegamos à Aldeia de Caná, onde uma Igreja ortodoxa e uma católica lembram o primeiro milagre de Jesus – Caná da Galileia. Foi nessa igreja que celebramos a primeira missa de nossa peregrinação, e essa celebração foi muito marcante para nós, pois imaginar que Jesus esteve ali festejando um casamento e realizando seu primeiro milagre, transformando água em vinho, usando seu poder divino para salvar os festejos do desastre, aparecem como evidência de sua aprovação para o casamento e para os festejos terrenos. E nós dois, casados há 28 anos, naquele mesmo lugar renovamos nossas promessas matrimoniais: foi uma experiência única em nossa vida.

Agradecemos ao padre Vicente que nos convidou para essa viagem apaixonante e nos fez sentir e vivenciar, em cada lugar por onde Jesus passou, uma experiência maravilhosa. Sugerimos a todos que façam esta viagem, inesquecível e emocionante. São emoções únicas, em cada local, em cada olhar, em cada paisagem…

 

Artigo anteriorLuzes de Natal
Próximo artigoEdição de 27/11/2015
- Anunciantes -
- Anunciantes -

Últimas notícias