Incêndio destrói uma fábrica de colchões, em 1990

Leitura obrigatória

O Município destaca, na edição número 3604, de 10 de fevereiro de 1990, a falta de uma base do Corpo de Bombeiros, quando um incêndio de grandes proporções destruiu uma fábrica de colchões, em Socorro.

Já naquela época, a população pedia “pelo menos um carro-pipa dotado de uma bomba para combater o início de prováveis incêndios”. Atualmente, a necessidade é bem maior, com o crescimento da cidade e o avanço da tecnologia que traz, com o mau dela, a possibi-lidade de incêndios.

Incêndio destrói fábrica

No último dia 02 de fevereiro, às 12h e 15min, teve início um incêndio na fábrica de colchões de propriedade do senhor Lázaro Domingues de Faria.

A polícia militar foi comunicada e, comparecendo ao local o Sargento Barros e o soldado Destro, verificaram a grande proporção do incêndio, chamando o Corpo de Bombeiros de Bragança Paulista, que chegou ao local 30 minutos após o comunicado, quando o incêndio estava sendo precariamente combatido.

A guarda municipal colaborou, fazendo o isolamento da área. Toda a vizinhança foi solidá-ria, colaborando para salvar o que não foi destruído pelo fogo.

No local do incêndio havia um caminhão semi-novo carregado para entrega, que foi destru-ído, bem como toda a estrutura do galpão. Depois de 2 horas de trabalho o fogo foi extinto.

Em catástrofes como essa é que se descobre o quanto as pessoas podem ser solidárias e também, o quanto a cidade de Socorro está desprotegida contra esse tipo de acidente. Uma cidade com mais de 30 mil habitantes, onde a principal atividade industrial são as malharias que trabalham com material altamente inflamável, não contar com nenhum equipamento para combater inícios de incêndio é inadmissível.

Providências precisam ser tomadas para que acidentes como esse não se repitam. Socorro necessita de pelo menos um carro-pipa dotado de uma bomba para combater o início de prováveis incêndios, pois em casos como esse precisamos prevenir, pois não há como remediar.

Maurílio

Artigo anteriorAniversário do prefeito
Próximo artigoFrio!!
- Anunciantes -
- Anunciantes -

Últimas notícias