Metanol passa a ser misturado ao álcool em 1991, em Socorro  

Leitura obrigatória

Conforme consta na edição número 3.653, de 9 de fevereiro de 1991, foi no início desse ano que o Metanol chegou a Socorro e à maioria das cidades brasileiras.

Postos vendem Metanol

Os postos de combustíveis de Socorro já receberam metanol misturado com álcool, há aproximadamente 15 dias. A orientação recebida pelos postos está na utilização pelos frentistas de óculos especiais, luvas e botas impermeáveis, cujos apetrechos dão segurança contra possíveis riscos de contaminação.

Entre os postos socorrenses, o Auto Posto Estância de Socorro revendedor Texaco, vem utilizando a mistura de metanol há um mês, desde 7 de janeiro. Segundo o gerente Antonio Carlos Martins, no início, os frentistas reclamaram que o cheiro era mais forte do que os outros combustíveis e da dificuldade de se adaptar ao uso dos apetrechos de segurança.

Para Dedé Calafiori, proprietário do Auto Posto Cedena (Esso), o seu posto foi o último entre os postos da cidade, que recebeu a mistura de metanol, há uma semana. “Os frentistas têm usado os materiais necessários para garantir sua segurança”. Já o proprietário do Posto Shell (Nossa Senhora do Socorro, Herdérico Beneduzzi disse que há 15 dias está usando o novo combustível, e que comprou os apetrechos necessários em Campinas, para a segurança dos frentistas. O mesmo vem ocorrendo no Auto Posto Portal (Petrobrás), os frentistas usam luvas, óculos e botas, diz o caixa José Anésio Martins. O Posto Portal tem uma bomba em que há mistura de metanol com álcool e outra só de álcool.

No Auto Posto Silmar, outro revendedor Petrobrás da cidade, o caixa João Darci de Faria afirmou que quando os materiais de segurança não estão sendo utilizados pelos frentistas, estes os deixam junto às bombas de combustíveis para serem usados tão logo precisem para abastecer os veículos.

 

Artigo anteriorEdição de 28/0/2014
Próximo artigoDécada de 60
- Anunciantes -
- Anunciantes -

Últimas notícias