Muitação chega a Socorro: uma oportunidade para o jovem se descobrir e confiar em si próprio

Leitura obrigatória

Em parceria com a Rede Aprendiz de Socorro e o Instituto EcoSocial de São Paulo, o projeto Muitação chega a Socorro, trazendo aos jovens de classe mais carentes a oportunidade de desenvolverem o seu potencial, fortalecendo a autoestima, a autoconfiança, tornando-os capazes de ser agentes do próprio destino, explorando as oportunidades e integrando-se produtivamente na sociedade, comunidade e mercado de trabalho.

“O projeto Mutação, como foi batizado inicialmente, foi lançado em 1998 na África do Sul e visava apoiar os jovens pós-apartheid, que ainda sofrem traumas psicológicos com o resultado de décadas de opressão social, que tiveram sua autoestima afetada, e não se sentem seguros e aptos para ter uma oportunidade na vida. O programa visa mudar esta visão, fazendo com que o jovem descubra o seu talento e trabalhe sua autoconfiança”, afirma João Gabriel Tannus Giacometti que, juntamente com Tiago Sartori serão facilitadores do programa, ou seja, ajudarão os jovens a aprender, durante o programa.

Segundo João Gabriel, a metodologia do programa está baseada em três pilares: admiração, compaixão e consciência moral. “A admiração é a habilidade de estar aberto ao mundo, ter um interesse por todas as coisas, ver o mundo com novos olhos, como se fosse a primeira vez, assim como um bebê. A compaixão é a habilidade de sentir como é ser uma outra pessoa, de realmente apreciar e reconhecer os outros. E a consciência moral é a capacidade de agir com responsabilidade e moralidade.”, explica ele.

Resumindo, o programa tem o objetivo de trabalhar o resgate da autoestima e o desenvolvimento da confiança, capacitando os jovens para assumir pro ativamente o controle de sua própria vida, tornando-se agente de seu destino e integrando-se produtivamente na sociedade, na comunidade e no mercado de trabalho.

O programa é dividido em 9 módulos ao todo, trabalhando respectivamente os temas: Trabalho em equipe; Aprendendo a aprender; Lidando com as emoções; Relacionamentos; Histórias Inspiradoras; Autoconfiança; Sendo empreendedor; Conhecendo meus talentos e Construindo meu lugar no futuro. E ao final do programa todos os jovens poderão sair com um plano de ação para suas vidas para curto, médio e longo prazo, sendo que este plano de ação será monitorado pelos facilitadores durante três meses. “O curso não acaba quando eles se formam. Após a formatura, acontecem encontros presenciais, para ver se estão aplicando o que foi comprometido por eles, se mudaram alguma coisa em seus planos, enfim, será uma espécie de “coaching” que o acompanhará durante este período”, diz João.

O Muitação no Mundo

O Muitação é uma adaptação à realidade brasileira do programa sul-africano criado em 1998 por David Liknaitzky,“Enfrentando o Futuro com Coragem”. O programa visava apoiar jovens negros carentes no resgate da autoestima, criando condições para seu ingresso no mercado de trabalho, comchances semelhantes às dos jovens brancos. De 2000 a 2005, o Instituto Mutação, sob a coordenação de Maria Angelica Carneiro, atual consultora do EcoSocial, realizou turmas em unidades da FEBEM em Porto Alegre e São Paulo, assim como nas comunidades de Parelheiros e Paraisópolis, zona sul da cidade de São Paulo.

Em 2012, com o apoio do EcoSocial, a ideia foi retomada e o projeto foi reestruturado com novos conteúdos e metodologias, passando a se chamar Programa “Muitação – Construindo meu Lugar no Mundo”, tendo com o objetivo despertar o potencial dos jovens para que fortaleçam sua autoestima e sejam capazes de escolher a atuação profissional de forma mais consciente,a partir de seu propósito pessoal.

Em pouco menos de um ano os resultados já são significativos, revelando principalmente uma postura mais proativa dos jovens, que passaram a se interessar também por seu próprio desenvolvimento.

“É bom se interessar sempre pelo outro, ter confiança nos outros e principalmente em si mesmo, ter confiança no que está falando e nas atitudes que tomará.” Declaração de uma participante da comunidade de Paraisópolis.

Como será o programa em Socorro

O programa todo acontecerá em nove módulos que serão aplicados em onze dias de trabalho, divididos nas 3 semanas entre os dias 13 e 29 de Janeiro de 2014. Para concluir o programa e receber seu certificado o jovem precisará se comprometer com todos os dias que são: 13, 14, 15 e 16; 20, 21, 22 e 23; e 27, 28 e 29/01/2013.

O programa Muitação é voltado para jovens com idades entre 17 e 21 anos, que já estejam preferencialmente com o Ensino Médio concluído e estejam vivendo em área social mais carente, e conta com o apoio da Corporação de Guardas Mirins e a Rede Aprendiz, que atuam com jovens nesta situação, que saem da escola ou atingem a idade limite de aprendiz e não sabem para onde ir. “Graças à parceria com a Rede Aprendiz, que fornecerá o local, material e refeições, e ao Insitituto EcoSocial, que viabilizará os facilitadores, o projeto é aplicado gratuitamente aos jovens participantes”, enfatiza João Gabriel.

Os jovens inscritos passarão por um processo seletivo, por meio de uma entrevista. João Gabriel ressalta que serão selecionados apenas 25 jovens entre os inscritos. As inscrições devem ser feitas na Rede Aprendiz, à Rua Poeta Paschoal Granato, Bairro São Bento, de segunda a sexta-feira, das 13h30m as 17hrs. Outras informações poderão ser obtidas no site www.redeaprendiz.com.br ou pelo fone 9 9724-2223.

- Anunciantes -
- Anunciantes -

Últimas notícias