Orquídeas: uma paixão que virou negócio de família

Leitura obrigatória

Foto 1 xx

Neste domingo, a Orquídea Mania completa um ano de sua inauguração, e os proprietários Adalberto Montanheiro e Alcimara Ap. de Toledo Montanheiro, juntamente com Adalberto Carvalho Montanheiro, contam que a história da empresa começou por acaso, há cerca de dois anos.

“Eu trabalhava na cidade, como diarista, e o Adalberto viajava todos os dias e não tínhamos com quem deixar as crianças. Os vizinhos ficavam, mas eles também tinham as coisas deles. Então, como meu marido costumava trazer algumas mudas de orquídeas de suas viagens, decidimos vendê-las, em casa”, lembra Alcimara.

E o sucesso das vendas saiu do bairro Moraes, onde residiam, veio para a cidade, espalhou-se para outros municípios, como Pedra Bela e Pinhalzinho, de onde os moradores saíam para comprar um vaso de orquídea, produzida pelo casal.

Com o aumento das vendas, o pai de Adalberto sugeriu a abertura da loja. “Com a cara e coragem segui o seu conselho. Comecei a trazer mais mudas de orquídeas de São Paulo, das mais diversas espécies, além de outros tipos, para abrir a floricultura. Foi um desafio, pois nunca havíamos trabalhado com comércio, mas decidimos aceitá-lo”, diz ele.

Foto 4 xxHoje, o orquidário do casal conta com cerca de 500 vasos, com mais de 30 espécies de orquídeas, que são plantadas, tratadas e transportadas por eles mesmos. “Já tentamos pagar alguém para fazer o transporte das plantas, porém, sempre quebrava um galho, e não era a mesma coisa de quando nós fazíamos. Por isso decidimos fazer tudo por nossa conta; desta forma podemos oferecer aos nossos clientes produtos em boas condições e melhor qualidade”, destaca o proprietário que, até o fim do ano, pretende aumentar sua produção para mil vasos, que poderão ser separados de acordo com a espécie.

Porém, para que o casal pudesse se firmar no mercado, foi preciso estudar e muito, se especializar na área. “Não basta apenas abrir as portas e vender. É preciso estudar para saber o que você está vendendo para o cliente e também para poder orientá-lo de como ele deve fazer para conservar a planta por mais tempo. Afinal, a maioria das espécies floresce uma vez por ano e exige certa técnica para ser tratada, já que há orquídeas que podem pegar algumas doenças e bichos que prejudicam o seu desenvolvimento”, enfatizam.

E mesmo com a experiência de nove anos, produzindo orquídeas Adalberto sempre leva consigo um livro que explica tudo sobre todas as espécies, além de fazer cursos e pegar dicas com os produtores de fora. “Tem coisa que só quem trabalha com a planta é que pode resolver. Nas minhas viagens procuro sempre aprender, sempre trazer um pouco de conhecimento, para poder passar aos meus clientes. Um amigo professor me disse que o conhecimento é a única coisa que podemos dar sem perder, portanto, oriento e ensino com prazer, aqueles que me pedem ajuda, da mesma forma com que muitas pessoas, amigos e também clientes me ajudaram, no início desta jornada”, ressalta ele.

Portanto, além da venda das orquídeas, o casal também oferece um atendimento de qualidade, com orientações de como cultivá-las e fazer com que durem por mais tempo. “São mais de 3 mil espécies e cada uma tem sua particularidade; então, preciso saber certinho sobre o tipo da planta e as condições do local onde ela irá ficar, para dar a orientação correta” afirma o proprietário.

Foto 2 xxAlém da venda dos produtos que estão na loja, o casal também recebe encomendas. Eles dizem que basta a pessoa mostrar qual planta desejam que, se possível, eles trazem e ajudam, na hora de plantar. “Oferecemos, também, todo o material para o plantio, como fertilizante, vaso plástico, vaso de barro, artesanatos e outros tipos de flores, e fazemos entregas em domicílio” afirmam eles.

A Orquídea Mania fica à Rua Campos Salles, 214, aberta de segunda a sábado, das 8h30 às 18h. Mais informações podem ser obtidas pelos fones  9 9741-0576 ou 9 9434-5154.

- Anunciantes -
- Anunciantes -

Últimas notícias